Plantas com flores


Introdução
    As plantas com flores são as mais distribuídas e bem-sucedidas plantas da Terra. Estão presentes no mundo inteiro, adaptadas a quase todos os tipos de habitat, desde os desertos escaldantes até as montanhas geladas.
Planta com flores
   Planta que se reproduz através de flores As plantas com flores realizam a reprodução sexuada por meio da fecundação de sua
Dicotiledônea
    Angiosperma com dois cotilédones O maior grupo de plantas coru flores é o das dicotiledôneas, Suas sementes contêm dois cotilédones, que funcionam como reserva de alimento ou se abrem após a germinação para estimular o crescimento da semente. As dicotiledôneas têm as folhas com nervuras dispostas em rede e as flores com peças reunidas em grupos de quatro ou cinco. Há cerca de 250 famílias de dicotiledôneas, incluindo muitas árvores.
Monocotiledônea
    Angiosperma com um cotilédone As monocotiledôneas apresentam folhas com nervuras paralelas e flores com peças em geral organizadas em grupos de três, ou múltiplos de três. As monocotiledóneas, na maioria, não são lenhosas mas sim plantas herbáceas, embora algumas espécies, como as palmeiras, cresçam como árvores.


Família dos cactos
    Família de dicotiledôneas originárias dos desertos da América do Norte e da  América do Sul A família das cactáceas (Cactáceae) apresenta plantas que se adaptaram a lugares secos. Elas são protegidas por espinhos, que são folhas modificadas, e fazem a fotossíntese em seus caules, que também' funcionam como reservatório de água. Os cactos são, na maioria, plantas baixas, embora o mais alto possa alcançar 20 metros ou mais de altura. Essa família contém cerca de 1650 espécies.
Família das papoulas
    Família de dicotiledôneas que crescem em solo de pouca vegetação A família das papaveráceas (Papaveraceae) inclui plantas que colonizam com rapidez terrenos desprovidos de vegetação. As papoulas são, na maioria, plantas anuais, ou seja, completam seu ciclo de vida em uma única estação. Há cerca de 250 espécies nessa família. Uma delas é a papoula-do-ópio (Papaver somniferum), usada para fazer narcóticos.
Família das couves e repolhos
    Família de dicotiledôneas que contém vegetais importantes para a alimentação humana A família das crucíferas (Cruciferae), também conhecida como brassicáceas (Brassicaceae), inclui muito; vegetais cultivados. Repolhos, couve-de-bruxelas, couve-flor e brócolis são todos formas originadas a partir de uma espécie, a couve-comum (Brassica oleracea). Há cerca de 2,2 mil espécies nessa família e todas têm flores com quatro pétalas arranjadas em forma de cruz.
Família das magnólias
     Família de plantas dicotiledôneas com flores primitivas A família das magnoliáceas (Magnoliaceae) é um dos grupos mais antigos de plantas com flores. As espécies dessa família têm flores primitivas, que são flores com muitas partes separadas arranjadas em espiral. Há cerca de 230 espécies na família, a maioria de árvores ou arbustos. Entre elas estão a magnólia-européia (Magno lia grandiflora) e a magnólia- brasileira (Michelia champaca).
Família das solanáceas
    Família de plantas que inclui as batatas e os tomates A família das solanáceas (Solanaceae) contém muitas plantas venenosas, mas também espécies largamente cultivadas, como a batata (Sola num tuberosum), o tomate (Lycopersicon esculentum), a berinjela (Solanum melongena) e a pimenta (Capsicum annuum). Há cerca de 2,6 mil espécies de solanáceas, muitas das quais são herbáceas.
Família dos ranúnculos
    Família de dicotiledôneas que inclui muitas ervas daninhas e flores de jardim Muitas espécies da família das ranunculáceas (Ranunculaceae) têm flores primitivas e apresentam folhas divididas. Nessa família estão incluídos os ranúnculos, ou botões- de-ouro (Ranunculus), e um grande número de plantas de jardim como os delfínios (Delphinium) e as anêmonas (Anemone). Muitos membros desse grupo são venenosos e algumas espécies são usadas para fazer medicamentos, como o acônito (Aconitum). Há cerca de 1750 espécies, muitas das quais herbáceas, e a maioria cresce em climas frios.
Familia das faias
    Família de dicotiledôneas que inclui muitas árvores A família das fagáceas (Fagaceae) inclui árvores como as faias (Fagus), os carvalhos (Quercus) e as . castanheiras (Castanea). Suas flores são pequenos amentilhos pendurados e seus frutos têm forma de nozes. A família das faias é uma fonte importante de madeira no hemisfério Norte. Essa família contém cerca de 1050 espécies.
Família das mentas
Familia de dicotiledôneas com hastes quadradas e folhas pareadas.
    As flores da família das labiadas. (Labiatae ou Lamiaceae) apresentam pétalas que se juntam para formar um tubo provido de lábios. Há cerca de 6,5 mil espécies nessa família e muitas produzem óleos odoriferos, usados para temperar alimentos.
Família das rosas
    Família de dicotiledôneas que geralmente exibem flores exuberantes e desenvolvem frutos Muitas espécies da família das rosáceas (Rosaceae) são especialmente cultivadas. Essa família inclui as rosas (Rosa) e também as maçãs (Malus), as peras (Pyrus), as cerejas e as ameixas (Prunus) e os morangos (Fragaria). Essas plantas em geral têm flores com quatro ou cinco pétalas e muitos estames. Há cerca de 3,1 mil espécies na família das rosáceas, muitas das quais são árvores ou arbustos.
Família das abóboras
    Família de dicotiledôneas que inclui os melões e as abóboras As abóboras pertencem à família _ das cucurbitáceas (Cucurbitaceae), que contém cerca de 730 espécies. As plantas dessa família são dícotíledóneas. Muitas são trepadeiras e suas flores consistem de cinco pétalas, geralmente unidas. Há flores masculinas e flores femininas no mesmo pé. Algumas espécies _ de abóboras são dióicas _, isto é, as flores masculinas e as femininas crescem em plantas separadas. Essa família apresenta plantas comestiveis como a abóbora (Cucumis sativa), o melão (Cucumis meio) e a abobrinha (Cucurbita pepo).
Família das próteas
    Família de plantas dicotiledôneas nativas da Austrália e África do Sul A família das proteáceas (Proteaceae) compreende espécies com árvores ou arbustos dotados de folhas duras e coriáceas. Suas flores individuais são pequenas, mas muitas centenas em geral se unem formando grandes capítulos; ou inflorescências. Há cerca de 1,3 mil espécies nessa família, muitas delas cultivadas como plantas ornamentais.
Família das margaridas
    Família de dicotiledôneas com inflorescências do tipo capítulo que parecem uma única flor A família das compositáceas (Compositae ou Asteraceae) é a maior família de plantas que florescem. Ela contém cerca de 20 mil espécies que ocorrem no mundo todo. A margarida é uma compositácea, ou seja, ela é composta de muitas flores pequenas que formam um capítulo. As flores centrais do capítulo, em geral, são tubulares. As flores externas são circundadas por brácteas protetoras que parecem pétalas longas e achatadas. As brácteas são folhas modificadas. Algumas espécies têm apenas poucas flores em cada capítulo, enquanto outras têm centenas. Essa família inclui algumas plantas de horticultura como a alface (Lactuca sativa) e o girassol (Helianthus annuus), além de muitos outros tipos de flores de jardim.
Família das leguminosas
    Família de dicotiledôneas com distintas flores aladas A família das leguminosas (Leguminosae ou Fabaceae) inclui várias espécies de vagens, ervilhas e feijões, culturas importantes na alimentação. É a terceira maior família das plantas com flores e contém cerca de 16 mil espécies. As plantas dessa família têm flores com cinco pétalas. Uma delas, chamada estandarte, forma um capuz sobre a flor. Duas outras pétalas formam um tipo de bico chamado quilha, e as duas restantes formam um par de asas. Essas flores produzem um fruto conhecido por vagem , que contém uma ou mais sementes.
Família das salsas
    Família de dicotiledôneas com inflorescências do tipo umbela As plantas da família das umbelíferas (Umbelliferae ou Apiaceae) têm flores pequenas com cinco pétalas. Suas flores estão arranjadas em uma inflorescência chamada umbela, pois tem a forma de uma sombrinha, ou guarda-chuva. Essa família contém algumas plantas que são importantes fontes de alimento, como a cenoura (Daucus carota) e o anis, ou erva-doce (Pimpinella anisum). Muitos membros dessa família são usados como temperos ou na produção de medicamentos. Essa família contém cerca de 3 mil espécies.
Família das gramíneas
   Monocotiledôneas que incluem as mais importantes culturas As plantas da família das gramíneas (Gramineae ou Poaceae) são monocotiledóneas a. As gramíneas são as plantas com flores mais difundidas. Muitas espécies não são lenhosas ou herbáceas a, mas algumas, como o bambu (Bambusa), possuem caules lenhosos. As flores das gramíneas são muito pequenas e dependem do vento para a polinização a, que produzirá sementes. As gramíneas cultivadas a partir dessas sementes, ou grãos, são chamadas cereais. Estão incluídos nesse grupo o trigo (Triticum vulgare), e também o milho (Zea mays), a aveia I (Avena sativa), o arroz (Oryza sativa) e o sorgo (Sorghum bicolor). Essa família contém cerca de 8 mil espécies
Família das orquídeas
    Monocotiledôneas cultiváveis com flores muito diferenciadas A família das orquidáceas (Orchidaceae) é a segunda maior família de plantas com flores. Os grãos de pólen liI da orquídea se aglutinam em uma massa chamada polínia. As 'orquídeas têm flores especialmente adaptadas _ que atraem os animais polinizadores _. A polínia das flores adere ao corpo do animal, que a carrega para outras flores. Muitas orquídeas têm sementes que dependem da simbiose _ com um fungo _ para sobreviver. Há cerca de 18 mil espécies de orquídeas. Muitas são cultivadas pela exuberância de suas flores.
Família das palmeiras
    Monocotiledôneas que se desenvolvem muito nos trópicos
    As espécies de palmeiras são, na maioria, árvores e pertencem à família das palmáceas (Palmae ou Arecaceae). Elas não têm galhos e seus troncos, bem altos, vão afinando conforme crescem. As flores de uma palmeira, em geral, crescem em cachos pendurados. Os frutos variam de pequenas bagas até grandes cocos. Há cerca de 2,7 mil espécies na família das palmeiras, muitas das quais cultivadas para a extração de fibras e óleos.
Família dos lírios
    Família de monocotiledôneas muito utilizadas para ornamentação A família das liliáceas (Liliaceae) contém muitas espécies com bonitas flores ornamentais. Muitas são herbáceas e se desenvolvem a partir de bulbos _ ou rizomas _, porém algumas espécies formam pequenas árvores. Há cerca de 4,5 mil espécies nessa família, incluindo os lírios (Lilium), as cebolas (AUium), as tulipas (Tulipa) e a babosa (Aloe).
Família das íris
    Monocotiledôneas com espécies cultivadas por suas flores em forma de palmas As plantas da família das iridáceas (Iridaceae) têm flores conspícuas que se dispõem em grupos de três. Essa família contém cerca de 1,8 mil espécies, incluindo muitas plantas de jardim como as íris (Iris), o açafrão (Crocus) e a palma-de-santa-rira (Gladiolus). Muitas se desenvolvem a Labelo que forma uma partir de tubérculos ou rizomas.

Veja Mais:

=> Gimnospermas <=

=> Plantas sem flores <=

=> Plantas vasculares simples <=

 

 

 

0 comentários :

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.
 
Lider Biologia - Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade | Template Clean, criado por Tutoriais Blog .